Madaba é a  "Cidade dos Mosaicos".

Fica a pouco mais de 30 km a sul de Amã e é um dos locais mais visitados. 

Por turismo e motivos religiosos.

Igreja de S. Jorge
Igreja de S. Jorge

A principal atração da cidade era a Igreja Grega Ortodoxa de S. Jorge onde o chão está coberto com um mosaico que figura a Terra Santa.

No entanto, muitos outros locais têm igualmente mosaicos bizantinos construídos entre os séculos V e VII. 

Na verdade, alguns guias referem que até nas casas da cidade é possível encontrar alguns destes mosaicos, entretanto retirados das escavações.

O museu de Madaba  e a igreja a Virgem e os Apóstolos tinham igualmente um acervo muito relevante.

Os mosaicos são feitos de pequenas pedras e cal desta região.
Na maior parte dos casos retratam cenas mitológicas, flores, plantas, animais e figuras exóticas.

Havia um centro de formação de artesãos. Aprendiam a construir e restaurar os mosaicos. 


Era um ponto de encontro de excursões e de alunos das escolas desta região.

Mapa da Terra Santa
Mapa da Terra Santa

A obra mais conhecida e admirada é o mapa da Palestina (nas palavras do nosso guia, um árabe orgulhoso das suas origens) ou, se preferirem, o Mosaico de Jerusalém e da Terra Santa, datado do sec.VI. 

O mapa foi descoberto em 1896.

Originalmente o mapa tinha 94 metros quadrados. Dois milhões de peças.

Apenas um terço foi preservado.

O mosaico cobre o chão da Igreja de S. Jorge e descreve com algum detalhe o Rio Jordão. 

Aqui pode ver os pormenores do mapa, os locais referidos e os estudos já realizados.

Igreja de S. Jorge
Igreja de S. Jorge

S. Jorge é uma igreja ortodoxa. 
Com arquitectura, materiais e icones do séc. XIX mas que recupera ruínas de uma igreja bizantina do séc. VI que deveria ser maior.



Madaba está situada na Terra Santa. Junto à Estarada Real, construída há cerca de cinco mil anos. 
Próximo do Monte Nebo e do Mar Morto.


Lugar de peregrinação para cristãos e muçulmanos. 

É por este motivo que causa alguma estranheza “a Terra Santa” estar representada em mosaico no chão de um edifício cristão numa cidade remota da província do Império Romano. Algumas sugerem que o mapa podia ter sido útil para os peregrinos, para ajudá-los a orientarem-se de um lado para o outro. Outros há que acreditam que, como fica perto do Monte Nebo, pode representar a visão que Moisés teve da Terra Prometida, no local da sua morte.” Citação do site Visit Jordan.

Ver fotos da Jordânia